Dúvidas Frequentes

O que são as constelações sistêmicas?

A constelação sistêmica é uma técnica breve orientada para a solução desenvolvida pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger.

Estudos demonstram que cada um de nós carrega dentro de si, através do DNA, não apenas o conteúdo genético dos nossos antepassados, mas também a sua carga emocional, positiva e negativa. Estas informações formam um campo energético, que cada um de nós emite, de forma similar a um transmissor de rádio.

As constelações familiares sistêmicas acessam este campo de informações. Nelas é possível observar de maneira representativa e totalmente compreensível, as causas das nossas resistências inconscientes e as suas conexões com esse passado estendido.

Além de poder observá-las desde outra perspectiva, é possível encontrar soluções de maneira clara e freqüentemente liberadoras, com a compreensão e com os recursos do adulto que somos hoje.

Voltar ao topo

Quais assuntos podem ser tratados através da constelação sistêmica?

Qualquer tema importante que não esteja conseguindo solução. Como por exemplo:

– Dificuldades de relacionamento
– Doenças
– Distúrbios alimentares
– Vícios
– Medo, fobias, traumas, angústia, depressão
– Dificuldades financeiras
– Desenvolvimento profissional
– Questões familiares
– Questões empresariais

Voltar ao topo

É psicoterapia?

Não. É uma técnica de desenvolvimento pessoal focada em soluções que tem efeitos terapêuticos na acepção original do termo grego (therapeuein) que é inserir-se na ordem da Vida.

Voltar ao topo

Preciso ter algum conhecimento prévio ou pertencer a algum grupo religioso para ter resultados com as constelações familiares?

A constelação sistêmica é um processo totalmente fenomenológico, descoberto através da observação de atendimentos psicoterapêuticos. Não está relacionado a crenças ou grupos religiosos. A efetividade da constelação familiar sistêmica na resolução do problema será proporcional à abertura do indivíduo às informações trazidas.  Nas palavras de Brigitte Champetier “A constelação não vai ir além do que a gente dá. No equilíbrio entre dar e receber, para poder receber um presente da vida, antes há que dar-lhe algo a essa mesma vida: agradecer-lhe ser como é e renunciar à queixa. A mudança será proporcional a nossa renúncia.”

Voltar ao topo

Quantas constelações devo fazer?

A constelação sistêmica é uma intervenção de resultado imediato. Quem a realiza, sai da sessão com informações essenciais para o seu conflito. A constelação é também pontual, ela traz as informações pertinentes para o conflito apresentado.

É comum as pessoas chegarem para o atendimento com inúmeros problemas e querendo resolver todos numa única constelação. É verdade que nas Novas Constelações podem ser vistos vários conflitos simultaneamente, no entanto continua a necessidade de especificação de cada um deles e da avaliação da sua relevância no momento presente, é neste ponto que reside a força da constelação.

Há outro aspecto importante. Um conflito pode conter várias camadas ou intrincações. Isto é, num só sintoma estão envolvidos vários conflitos sistêmicos. Uma única constelação trará sim, informação e alívio, só que será apenas temporário se só uma das camadas do conflito veio à tona.

Depois de um tempo, a pessoa sentirá novamente o mesmo sintoma ou desconforto. No entanto, ao realizar uma nova constelação deste sintoma, emergem outras informações.

Recentemente tive uma experiência pessoal com um destes conflitos em camadas, precisei de 3 constelações (até agora). A primeira foi uma constelação individual e posteriormente, no período de alguns dias precisei fazer 2 auto-constelações (ferramenta ensinada pela Brigitte para os consteladores).

A cada uma delas uma informação essencial foi revelada, a cada uma delas um conflito inconsciente foi integrado.
Os conflitos são verdadeiramente mensageiros de vida e plenitude… E as constelações sistêmicas o tradutor destas mensagens.

OBRIGADA À VIDA COMO ELA É.

Voltar ao topo

O que acontece durante uma constelação?

O que se vê numa constelação é um fenômeno relativamente simples. O cliente traz uma questão; colocam-se representantes para as pessoas do sistema do cliente que possam estar envolvidas na questão; pede-se que sigam o movimento espontâneo do corpo e elas começam a ter movimentos, percepções, emoções.

Mesmo que os representantes não tenham tido nenhuma informação prévia das pessoas por eles representadas, o cliente reconhece neles atitudes e comportamentos destas últimas. Pelas expressões, posições e atitudes entre os representantes mostram-se situações comuns à vida dos seres humanos: atração, amor, repulsa, sofrimento, vítimas, agressores, etc. Isto tudo é o fenômeno visível da constelação.

Voltar ao topo

Qual é o mecanismo por trás das constelações sistêmicas?

Podemos entender a constelação sistêmica como uma projeção holográfica do campo morfo-psíquico da humanidade. O que seria o campo morfo-psíquico[1]? É um campo de informações onde estão registradas em forma de ondas (de energia) todos os eventos relevantes dos sistemas vivos, de forma atemporal e onipresente. Sabemos que a matéria tem um comportamento dual. A depender da interação com o observador ou com o instrumento de medida, a matéria se comporta ora como onda (quando não observada) ora como partícula (quando observada)[2].

As informações contidas no campo morfo-psíquico ecoam na nossa vida física e psíquica através da ressonância, como acontece com taças que vibram na mesma freqüência, por estarem compostas do mesmo material. Manifestam-se principalmente através dos conflitos que vivemos. No entanto, de maneira geral, não temos consciência dessa influência.

Podemos sintonizar conscientemente com o campo morfo-psíquico. O instrumento de sintonia é o nosso próprio corpo e, a freqüência de sintonia é a nossa intenção. Nas constelações, verificamos a veracidade da frase “a energia segue o pensamento”, como veremos posteriormente.

[1] Campos morfo-genéticos – Rupert Sheldrake

[2]  Experimento da fenda dupla

Voltar ao topo

O que provoca os movimentos dos representantes durante uma constelação?

Os movimentos espontâneos, esta cena que assistimos, como uma peça de teatro, são a projeção holográfica do campo morfo-psíquico. As informações que estão no campo morfo-psíquico na forma de ondas se projetam na matéria utilizando os corpos dos representantes como tela de projeção e a intenção como mecanismo de sintonia ou de focalização das informações.

A intenção é o mecanismo de sintonia, pois, de todas as informações contidas no campo morfo-psíquico, apenas as relacionadas ao sistema familiar do cliente e apenas as relacionadas ao conflito presente são mostradas na constelação. A constelação e os seus resultados são, de maneira geral, muito coerentes e precisas com a questão que o cliente gostaria de esclarecer.

Durante a constelação os representantes podem vivenciar claramente a ação do campo sobre eles. Mesmo estando consciente o tempo todo, sentem-se movidos por uma força externa a eles. São como observadores desse movimento espontâneo de seus corpos e das suas reações emocionais.

Eles entram nos “papéis” e saem automaticamente quando finalizada a constelação facilmente. Isto é assim porque eles não estão identificados com as informações do campo morfo-psíquico que naquele momento eles contatam e expressam através de seus corpos.

Voltar ao topo

Qual é a relação da constelação com o problema do cliente?

Os problemas do cliente estão relacionados com a sua identificação com as informações do campo morfo-psíquico. Ele sempre achou que agiu desta ou daquela maneira porque era da sua natureza. Ele era inconsciente, antes da constelação, de que estava apenas projetando através de seus comportamentos e emoções informações do campo morfo-psíquico. Esta é a primeira descoberta trazida pela constelação, a possibilidade de ver claramente à nossa frente o que nos prende, o que carregamos no inconsciente.

Voltar ao topo

Quais informações do campo morfo-físico podem nos influenciar?

Dentro da totalidade do campo morfo-psíquico há informações com as que ressoamos mais fortemente. As informações do nosso sistema familiar são de longe as que exercem a atração mais poderosa sobre nós. Fomos moldados por esse campo específico de informações, mas, ressoamos também com outros campos de informações aos que pertencemos: grupos de amigos, empresa, gênero, etc.
A nossa ressonância com os campos morfo-psíquicos é inversamente proporcional à nossa autonomia psíquica e emocional. Crianças, por exemplo, estão totalmente à mercê dele.

À medida que vamos amadurecendo psíquica e emocionalmente a força de atração dos campos e a nossa ressonância com eles vão diminuindo. Essa é a verdadeira meta da plenitude humana, a nossa autonomia, a nossa des-identificação das informações e das ressonâncias com os campos morfo-psíquicos. É vivermos a cada dia um pouco mais próximos da nossa energia individual e única, da nossa nota musical.

Voltar ao topo

Rua Guido Trevisan, 844, Vila Pinheiro
Pirassununga - São Paulo

(19)-99269-7559

Insight Sistemico – 2018 – Todos os Direitos Reservados - Produzido por  Mantido por Apoio19 - Marketing de Transformação